Visitantes

SEJAM BEM VINDOS! AGRADEÇO A TODOS OS LEITORES DOS MAIS DE 98 PAISES, QUE LEEM REGULARMENTE O MEU BLOG, CITO, - WELCOME! THANK YOU TO ALL READERS OF MORE THAN 98 COUNTRIES, WHO REGULARLY READ MY BLOG: BRASIL, PORTUGAL, MOCAMBIQUE, REINO UNIDO, IRLANDA, TIMOR-LESTE, ESTADOS UNIDOS, ITÁLIA, ANGOLA, CINGAPURA, ALEMANHA, UCRÂNIA, JAPÃO, ARGENTINA, AUSTRÁLIA, FRANÇA, CANADÁ,ÍNDIA, BOLIVIA, BÉLGICA, NORUEGA, ISLÂNDIA, ÁUSTRIA, MÉXICO, ESPANHA, COLÔMBIA, AFRICA DO SUL, RÚSSIA, TURQUIA, ARABIA SAUDITA, HOLANDA, SUIÇA, URUGUAI, CABO VERDE, MACAU, SUÉCIA, EGITO, MALÁSIA, PARAGUAI, LETÔNIA, EMIRADOS ÀRABES UNIDOS, SENEGAL, GRÉCIA, ETIÓPIA, GUIANA FRANCESA, HAITI, REPUBLICA TCHECA, DINAMARCA, POLÔNIA, PERU, FINLÂNDIA, FILIPINAS, HONDURAS, SÃO TOMÉ E PRINCIPE, HUNGRIA, ISRAEL, TAILANDIA, ALBÂNIA, MARROCOS, CATAR,ROMÊNIA,CHIPRE,CHINA,INDONÉSIA,CHILE, NAMÍBIA, CROÁCIA, NIGÉRIA, SÉRVIA, VENEZUELA, LUXEMBURGO, TOGO, SURINAME, NEPAL,AFEGANISTÃO,TAIWAN, HONG KONG, MOLDÁVIA, VIETNÃ, BULGÁRIA, BAHREIN, ESLOVÊNIA, PAQUISTÃO, PANAMÁ, SUDÃO, COREIA DO SUL, GUINÉ BISSAU, IRÃ, BELARUS, CASAQUISTÃO, COSTA DO MARFIM, BÓSNIA-HERZEGOVINA, IRAQUE, AUSTRIA, QUÊNIA, EQUADOR, KONGO - KINSHASA, BANGLADESH, LÍBANO, JERSEY e KUWAIT. CONTINUEM PARTICIPANDO, TIRANDO SUAS DÚVIDAS E DANDO SUGESTÕES. MUITO OBRIGADO! ACESSEM TAMBÉM O NOSSO SITE: www.radiacoesnocivas.com.br. Acesse nossos vídeos, digite: JBFILHOFOREVER na pesquisa do YOUTUBE.COM.BR

18 de dezembro de 2011

Síndrome do mundo moderno - Eletro-sensibilidade



     Ao longo da última década, houve um drástico aumento das tecnologias das comunicações. Esse aumento em sua infra-estrutura, principalmente nas antenas de celulares, redes sem fios, satélites etc, transporta radiação para o mundo inteiro em cada segundo do dia. É a eletro-radiação magnética de saturação. Mas nem todas as pessoas suportam essas radiações e apresentam sintomas de uma doença do mundo moderno: a eletro-sensibilidade.

O que é?
       Eletro-sensibilidade é uma doença que apresenta sintomas em pessoas eletro-sensíveis para uma determinada fonte de eletricidade, por exemplo, celulares, computadores ou até mesmo um equipamento elétrico de pequeno porte. Quer dizer, são pessoas que têm alergia a campos magnéticos fortes. Os sintomas são diversos e podem incluir problemas de pele, dores de cabeça, fadiga, desmaio, a sensibilidade à luz, problemas cardíacos e muito mais. Eletro-sensibilidade é um nome dado para as pessoas que são severamente afetadas a esses tipos de aparelhos.
     Cada indivíduo reage de uma diferente à doença, com os seus próprios sintomas e de fontes de energia elétrica que desencadeiam a eles. Essa singularidade torna difícil para a classe médica compreender e aceitar a doença. Embora muito real, a maioria dos países não reconhece o problema oficialmente como uma deficiência.

Sintomas

       Os sintomas podem variar de leve efeitos, como cefaléia, erupções, leve dor de cabeça, cansaço inexplicável, tonturas, pesadelos, baixa concentração, perda de memória e mudanças comportamentais. Mas apresenta efeitos muito mais graves, como queimação na pele, fadiga crônica, problemas cardíacos e desmaios. Cada doente é diferente e reage de forma única, com os seus próprios sintomas.

Muito mais do que sintomas físicos
       Sofrem os efeitos, particularmente, aqueles que são hiper-sensíveis. Os problemas não são apenas os sintomas físicos. Muitos se tornam socialmente excluídos e são forçados a desistir ou mudar de emprego - para proteger-se dos bombardeamentos da poluição eletromagnética do mundo moderno. Depressão, dificuldades financeiras e falta de crença e apoio dos amigos, colegas, médicos e até por vezes familiar, são problemas que muitos doentes têm de lidar.

Diagnóstico e tratamento
       Dada a grande variedade dos sintomas e causas, a eletro-sensibilidade é extremamente difícil de tratar. As razões para a doença ainda não são conhecidas e os cientistas têm geralmente grande dificuldade em obter os financiamentos de que necessitam para realizar pesquisas. Por isso, os pacientes têm níveis variados de sucesso com o tratamento.

O futuro
     Os governos, médicos e cientistas não podem ignorar os efeitos adversos sobre a eletro-sensibilidade por muito mais tempo. Como o número de pessoas afetadas cresce, ela deixa de ser diagnosticada como problema psicológico. A mídia de todo o mundo está informando e alertando sobre os perigos que todos nós enfrentamos no mundo moderno. Aos poucos, as pessoas começam a descobrir e a aceitar essa doença.
          Na Suécia, as pessoas alérgicas à energia elétrica já recebem ajuda financeira do governo para reduzir a exposição em suas casas e locais de trabalho, informa o The Sunday Times. Fios especiais são instalados nas casas dos sofredores, e fogões elétricos são substituídos por outros a gás. Paredes, telhados, pisos e janelas podem ser cobertos por uma fina folha de alumínio para isolar os campo magnético - a área de energia que se forma ao redor de todo condutor elétrico.

Nenhum comentário: