Visitantes

SEJAM BEM VINDOS! AGRADEÇO A TODOS OS LEITORES DOS MAIS DE 98 PAISES, QUE LEEM REGULARMENTE O MEU BLOG, CITO, - WELCOME! THANK YOU TO ALL READERS OF MORE THAN 98 COUNTRIES, WHO REGULARLY READ MY BLOG: BRASIL, PORTUGAL, MOCAMBIQUE, REINO UNIDO, IRLANDA, TIMOR-LESTE, ESTADOS UNIDOS, ITÁLIA, ANGOLA, CINGAPURA, ALEMANHA, UCRÂNIA, JAPÃO, ARGENTINA, AUSTRÁLIA, FRANÇA, CANADÁ,ÍNDIA, BOLIVIA, BÉLGICA, NORUEGA, ISLÂNDIA, ÁUSTRIA, MÉXICO, ESPANHA, COLÔMBIA, AFRICA DO SUL, RÚSSIA, TURQUIA, ARABIA SAUDITA, HOLANDA, SUIÇA, URUGUAI, CABO VERDE, MACAU, SUÉCIA, EGITO, MALÁSIA, PARAGUAI, LETÔNIA, EMIRADOS ÀRABES UNIDOS, SENEGAL, GRÉCIA, ETIÓPIA, GUIANA FRANCESA, HAITI, REPUBLICA TCHECA, DINAMARCA, POLÔNIA, PERU, FINLÂNDIA, FILIPINAS, HONDURAS, SÃO TOMÉ E PRINCIPE, HUNGRIA, ISRAEL, TAILANDIA, ALBÂNIA, MARROCOS, CATAR,ROMÊNIA,CHIPRE,CHINA,INDONÉSIA,CHILE, NAMÍBIA, CROÁCIA, NIGÉRIA, SÉRVIA, VENEZUELA, LUXEMBURGO, TOGO, SURINAME, NEPAL,AFEGANISTÃO,TAIWAN, HONG KONG, MOLDÁVIA, VIETNÃ, BULGÁRIA, BAHREIN, ESLOVÊNIA, PAQUISTÃO, PANAMÁ, SUDÃO, COREIA DO SUL, GUINÉ BISSAU, IRÃ, BELARUS, CASAQUISTÃO, COSTA DO MARFIM, BÓSNIA-HERZEGOVINA, IRAQUE, AUSTRIA, QUÊNIA, EQUADOR, KONGO - KINSHASA, BANGLADESH, LÍBANO, JERSEY e KUWAIT. CONTINUEM PARTICIPANDO, TIRANDO SUAS DÚVIDAS E DANDO SUGESTÕES. MUITO OBRIGADO! ACESSEM TAMBÉM O NOSSO SITE: www.radiacoesnocivas.com.br. Acesse nossos vídeos, digite: JBFILHOFOREVER na pesquisa do YOUTUBE.COM.BR

17 de julho de 2012

Inglesa diz ser alérgica à tecnologia


 Inglesa diz ser alérgica à tecnologia

Debbie e o marido tiveram que se mudar por causa da alergia
O jornal inglês Daily Mail trouxe em suas páginas uma notícia um tanto incomum: Debbie Bird, uma inglesa de 39 anos, se declarou alérgica à vida moderna e à tecnologia. Bird, gerente de um spa, na realidade diz ser sensível a equipamentos que gerem campos eletromagnéticos, ou seja, celulares, computadores, fornos de microondas, pontos de acesso Wi-Fi e até mesmo alguns carros. Quando em contato com tais ondas, sua pele sofre erupções e suas pálpebras incham.
Segundo o site do jornal, Debbie, que é casada com o consultor ambiental Tony Birds, descobriu sua sensibilidade quando o casal e a filha de oito anos se mudaram para um novo apartamento na cidade de Bowden, na área metropolitana de Manchester, ao noroeste da Inglaterra. Eles não sabiam, mas os vizinhos todos usavam telefones e conexões sem fio à Internet.
"No começo eu não podia dormir, então passei a desenvolver a reação alérgica. Eu tinha sensação de queimação pela minha face, na testa e cotovelos. Parecia que eu tinha sido queimada seriamente em minha testa", explicou a mulher. Debbie foi a um dermatologista, mas diante da severidade do problema (suas pálpebras chegaram a triplicar de tamanho) a família decidiu se mudar para um local mais calmo.
Em sua nova casa, uma pintura de carbono e cortinas especiais ajudam a impedir a entrada de raios nocivos para Debbie. Qualquer equipamento como microondas, celulares ou até mesmo telefones sem fio é proibido dentro do local e, para dormir, o casal utiliza uma rede prateada contra pernilongos que também protege da radiação.
Para os especialistas, há pouca evidência científica para afirmar que os campos eletromagnéticos estejam ligados a problemas de saúde. Segundo eles, os sintomas listados são normalmente atribuídos a vírus ou ainda causas psicossomáticas. Na Inglaterra, a sensibilidade a campos eletromagnéticos não é oficialmente considerada uma doença.
No entanto, para Rod Read, diretor do Electro-Sensitivity UK, uma associação de suporte a pessoas que adoeceram por causa de campos eletromagnéticos, microondas e até mesmo emissões de radiofreqüência, trata-se de uma conspiração: "Eu já vi centenas de pessoas que exibiram sintomas diretamente atribuídos a itens elétricos à sua volta. Mas é uma doença politicamente incorreta, o Governo e companhias de eletrônicos não querem que as pessoas pensem que seus celulares ou microondas são perigosos", acusou.
"No passado, os médicos tratavam os sintomas como algo semelhante a um resfriado, mas a patologia está estabelecida. Tem efeitos físicos consideráveis e impede as pessoas de viverem uma vida normal", afirmou.

http://tecnologia.terra.com.br/interna/0,,OI1500309-EI4799,00-Inglesa+diz+ser+ser+alergica+a+tecnologia.html

Nenhum comentário: