Visitantes

SEJAM BEM VINDOS! AGRADEÇO A TODOS OS LEITORES DOS MAIS DE 98 PAISES, QUE LEEM REGULARMENTE O MEU BLOG, CITO, - WELCOME! THANK YOU TO ALL READERS OF MORE THAN 98 COUNTRIES, WHO REGULARLY READ MY BLOG: BRASIL, PORTUGAL, MOCAMBIQUE, REINO UNIDO, IRLANDA, TIMOR-LESTE, ESTADOS UNIDOS, ITÁLIA, ANGOLA, CINGAPURA, ALEMANHA, UCRÂNIA, JAPÃO, ARGENTINA, AUSTRÁLIA, FRANÇA, CANADÁ,ÍNDIA, BOLIVIA, BÉLGICA, NORUEGA, ISLÂNDIA, ÁUSTRIA, MÉXICO, ESPANHA, COLÔMBIA, AFRICA DO SUL, RÚSSIA, TURQUIA, ARABIA SAUDITA, HOLANDA, SUIÇA, URUGUAI, CABO VERDE, MACAU, SUÉCIA, EGITO, MALÁSIA, PARAGUAI, LETÔNIA, EMIRADOS ÀRABES UNIDOS, SENEGAL, GRÉCIA, ETIÓPIA, GUIANA FRANCESA, HAITI, REPUBLICA TCHECA, DINAMARCA, POLÔNIA, PERU, FINLÂNDIA, FILIPINAS, HONDURAS, SÃO TOMÉ E PRINCIPE, HUNGRIA, ISRAEL, TAILANDIA, ALBÂNIA, MARROCOS, CATAR,ROMÊNIA,CHIPRE,CHINA,INDONÉSIA,CHILE, NAMÍBIA, CROÁCIA, NIGÉRIA, SÉRVIA, VENEZUELA, LUXEMBURGO, TOGO, SURINAME, NEPAL,AFEGANISTÃO,TAIWAN, HONG KONG, MOLDÁVIA, VIETNÃ, BULGÁRIA, BAHREIN, ESLOVÊNIA, PAQUISTÃO, PANAMÁ, SUDÃO, COREIA DO SUL, GUINÉ BISSAU, IRÃ, BELARUS, CASAQUISTÃO, COSTA DO MARFIM, BÓSNIA-HERZEGOVINA, IRAQUE, AUSTRIA, QUÊNIA, EQUADOR, KONGO - KINSHASA, BANGLADESH, LÍBANO, JERSEY e KUWAIT. CONTINUEM PARTICIPANDO, TIRANDO SUAS DÚVIDAS E DANDO SUGESTÕES. MUITO OBRIGADO! ACESSEM TAMBÉM O NOSSO SITE: www.radiacoesnocivas.com.br. Acesse nossos vídeos, digite: JBFILHOFOREVER na pesquisa do YOUTUBE.COM.BR

11 de março de 2013

AUDIÊNCIA PÚBLICA - SUPERIOR TRIBUNAL FEDERAL - Sinergia-SP reivindica volta da aposentadoria especial por risco à saúde para eletricitários




O último palestrante a se apresentar na audiência pública que discute os efeitos da radiação dos campos magnéticos das linhas de transmissão de energia elétrica sobre a saúde humana e o meio ambiente foi o representante do Sindicato dos Trabalhadores Energéticos do Estado de São Paulo (Sinergia CUT).

Diretor do sindicato, Wilson Marques de Almeida defendeu a volta da aposentadoria especial para os trabalhadores do setor elétrico, extinta em 1995, “quando a energia elétrica foi deixada de ser considerada um agente nocivo para os trabalhadores das usinas, das subestações e das linhas de transmissão”. 

Durante sua explanação, o representante dos eletricitários apresentou um trabalho desenvolvido pelo doutor do Centro de Biocompatibilidade Eletromagnética e professor da UnB Nestor Mendez sobre os efeitos da radiação não ionizante sobre a saúde dos trabalhadores do setor elétrico. O estudo embasou campanha da Federação Nacional dos Urbanitários pela volta do direito dos trabalhadores do setor elétrico de se aposentarem mais cedo.

“A questão que afeta os trabalhadores do setor também afeta a população e os usuários em geral, que são expostos ao campo eletromagnético”, disse o sindicalista durante sua palestra. 

Ele explicou que os estudos apresentados foram feitos na usina do Paranoá e em uma subestação localizada em um shopping center de Brasília, para avaliar o impacto dessas unidades sobre o PH da pele dos trabalhadores submetidos a um campo eletromagnético de 60Hz.

Encerramento



Após a palestra do representante dos trabalhadores no setor elétrico, o ministro Dias Toffoli disse que todas as exposições, palestras e documentos serão encartados aos autos do processo “para que as partes tenham acesso e sobre eles possam, se quiser, apresentar suas manifestações”.

O ministro Dias Toffoli é o relator Recurso Extraordinário (RE) 627189, em que se discute se a Eletropaulo deverá ou não diminuir a radiação do campo magnético em linhas de transmissão sobre dois bairros paulistanos, diante de eventuais riscos à saúde humana e ao meio ambiente.

Ressaltou a competência técnica dos profissionais que trabalham junto ao setor elétrico, mas criticou a lógica do sistema que faz o leilão de energia elétrica antes do licenciamento ambiental. Para Gisi, interesses econômicos estão sendo colocados à frente de variáveis sócio-ambientais e da saúde pública “Há dúvidas bastante sérias a respeito dos males que causa esse espectro eletromagnético na vida das pessoas”, disse.  

Ao encerrar a audiência, o ministro Dias Toffoli informou que após o material da audiência ser anexado aos autos, o recurso extraordinário seguirá para a Procuradoria Geral da República (PGR) para emissão de parecer, onde o Ministério Público poderá se manifestar sobre o mérito da questão que envolve efeitos dos campos eletromagnéticos para a saúde humana e o meio ambiente.


http://www.stf.jus.br/portal/cms/verNoticiaDetalhe.asp?idConteudo=232923

Nenhum comentário: