Visitantes

SEJAM BEM VINDOS! AGRADEÇO A TODOS OS LEITORES DOS MAIS DE 98 PAISES, QUE LEEM REGULARMENTE O MEU BLOG, CITO, - WELCOME! THANK YOU TO ALL READERS OF MORE THAN 98 COUNTRIES, WHO REGULARLY READ MY BLOG: BRASIL, PORTUGAL, MOCAMBIQUE, REINO UNIDO, IRLANDA, TIMOR-LESTE, ESTADOS UNIDOS, ITÁLIA, ANGOLA, CINGAPURA, ALEMANHA, UCRÂNIA, JAPÃO, ARGENTINA, AUSTRÁLIA, FRANÇA, CANADÁ,ÍNDIA, BOLIVIA, BÉLGICA, NORUEGA, ISLÂNDIA, ÁUSTRIA, MÉXICO, ESPANHA, COLÔMBIA, AFRICA DO SUL, RÚSSIA, TURQUIA, ARABIA SAUDITA, HOLANDA, SUIÇA, URUGUAI, CABO VERDE, MACAU, SUÉCIA, EGITO, MALÁSIA, PARAGUAI, LETÔNIA, EMIRADOS ÀRABES UNIDOS, SENEGAL, GRÉCIA, ETIÓPIA, GUIANA FRANCESA, HAITI, REPUBLICA TCHECA, DINAMARCA, POLÔNIA, PERU, FINLÂNDIA, FILIPINAS, HONDURAS, SÃO TOMÉ E PRINCIPE, HUNGRIA, ISRAEL, TAILANDIA, ALBÂNIA, MARROCOS, CATAR,ROMÊNIA,CHIPRE,CHINA,INDONÉSIA,CHILE, NAMÍBIA, CROÁCIA, NIGÉRIA, SÉRVIA, VENEZUELA, LUXEMBURGO, TOGO, SURINAME, NEPAL,AFEGANISTÃO,TAIWAN, HONG KONG, MOLDÁVIA, VIETNÃ, BULGÁRIA, BAHREIN, ESLOVÊNIA, PAQUISTÃO, PANAMÁ, SUDÃO, COREIA DO SUL, GUINÉ BISSAU, IRÃ, BELARUS, CASAQUISTÃO, COSTA DO MARFIM, BÓSNIA-HERZEGOVINA, IRAQUE, AUSTRIA, QUÊNIA, EQUADOR, KONGO - KINSHASA, BANGLADESH, LÍBANO, JERSEY e KUWAIT. CONTINUEM PARTICIPANDO, TIRANDO SUAS DÚVIDAS E DANDO SUGESTÕES. MUITO OBRIGADO! ACESSEM TAMBÉM O NOSSO SITE: www.radiacoesnocivas.com.br. Acesse nossos vídeos, digite: JBFILHOFOREVER na pesquisa do YOUTUBE.COM.BR

14 de novembro de 2012

Alerta: Cuidado com a super exposição à radiação por exames de imagem




Atualmente estamos expostos a sete vezes mais radiação proveniente de exames diagnósticos do que em 1980. Tomografias e mamografias podem dar informações valiosas aos médicos, mas muitos pesquisadores temem uma exposição demasiada à radiação, o que pode causar câncer, especialmente em pessoas mais jovens.

Estudo de coorte1, retrospectivo, publicado pelo The Lancet Oncology, mostrou que crianças e adultos jovens tratados com radioterapia2 corporal total ou abdominal têm um risco aumentado de resistência à insulina3 e diabetes mellitus4.

Segundo um relatório no New England Journal of Medicine (NEJM) publicado em 2009 (http://www.nejm.org/) o uso indiscriminado de TC pode causar três milhões de novos casos de câncer nas próximas duas ou três décadas! Segundo estatísticas americanas, são realizadas quase 70 milhões de TC por ano nos Estados Unidos, onde a TC responde por 50% de toda a radiação recebida em exames diagnósticos. Estima-se que até 40% dos exames feitos por ano nos EUA sejam desnecessários. No Brasil, não há estimativas exatas, mas estudos mostram situação parecida.

Pior para os pequenos

Crianças que se submetem a muitos exames de tomografia computadorizada têm um risco três vezes maior de desenvolver câncer no cérebro ou leucemia, aponta um estudo feito pela Universidade de Newscastle, na Grã-Bretanha, e publicado na revista científica Lancet em 2012.

Radiação e câncer

A radiação ionizante é uma causa comprovada de mutações do DNA, especialmente na estrutura de cromossomos, e uma instabilidade nos genes, uma característica presente nos tumores mais agressivos. As células reduzem ou perdem totalmente a capacidade de reparar os danos genéticos induzidos pela radiação ionizante. Ao contrário de outros fatores mutagênicos, a radiação ionizante tem acesso aos genes de todos os órgãos internos que são atingidos pelo feixe de raios. No caso da mamografia, além da mama, a tireoide, o coração e o pulmão também são atingidos pela radiação. Esta ação é cumulativa ao longo dos anos, e a situação se agrava a cada nova exposição à radiação.

Foram validados 65 casos de diabetes6. O risco de diabetes6 aumentou fortemente com a dose de radiação para a cauda do pâncreas5, onde as ilhotas9 de Langerhans estão concentradas. As doses de radiação para as outras partes do pâncreas5 não tiveram um efeito significativo. Em comparação com os doentes que não receberam radioterapia2, o risco relativo de diabetes6 foi de 11,5 em pacientes que receberam 10 Gy (Gray10) ou mais para a cauda do pâncreas5. Os resultados foram inalterados após ajustes para o índice de massa corporal11, apesar de seu forte efeito independente (p <0, 0001) e foram semelhantes entre os dois sexos. Crianças menores de dois anos na época da radioterapia2 foram mais sensíveis à radiação do que os pacientes mais velhos. Para os 511 pacientes que receberam mais de 10 Gy de radiação para a cauda do pâncreas5, a incidência12 cumulativa de diabetes6 foi de 16%.

http://www.mp.mg.gov.br/portal/public/noticia/index/id/40500/

http://electrosensibilidade.blogspot.com.br/p/profissoes-de-risco-medicoes-de.html

http://www.stf.jus.br/portal/audienciaPublica/audienciaPublica.asp?tipo=prevista


http://clinicapaisefilhos.com.br/espacosaude.php?codigo=131&local=espacosaude
http://www.buscasaude.com.br/ortomolecular/alerta-cuidado-com-a-superexposicao-a-radiacao-por-exames-de-imagem/
http://www.news-medical.net/health/Radiation-Exposure-What-is-Radiation-Exposure-%28Portuguese%29.aspx

Nenhum comentário: